-

Coloque a letra P na gestão do seu negócio

Como é natural, as pessoas que abrem o próprio negócio são movidas por uma vontade muito grande de fazer acontecer. O sujeito quer colocar logo a mão na massa mas, na pressa de ver a empresa funcionando, peca pela falta de organização. Ele se deixa guiar apenas pela intuição ou feeling e não estuda o negócio detalhadamente antes de tomar decisões. Dessa forma, acrescenta uma dose extra de risco à sua iniciativa, o que pode comprometer o investimento.

Um bom ponto de partida para colocar a empresa no caminho certo é atentar para o princípio dos 4 Ps: propósito, processo, pessoas e parcerias.

Quando pensamos em propósito, temos de responder à pergunta: o que meu negócio vai oferecer, qual é a essência dele. Temos de pensar no público-alvo e no lucro que poderá ser obtido. É a hora em que se direciona o negócio e se determina claramente a que veio.

O processo diz respeito a como fazer. É definir como fabricar ou produto ou prestar o serviço, como vendê-lo e como administrar a empresa.

As pessoas são o dono do negócio e os empregados. Esse quesito trata da relação entre ambos, que precisa ser de cumplicidade e construtiva. A equipe deve ser bem escolhida, com base em critérios técnicos e qualidades interpessoais.

Por fim, o quarto P se refere a parcerias. Estão nesse grupo todos os que mantêm contato com a empresa e podem facilitar a gestão. Os parceiros são, por exemplo, os fornecedores. Um bom relacionamento com eles ajuda desde a reduzir gastos até a conquistar mercado. E por mais inusitado que pareça, os concorrentes também são parceiros. É o caso de unir-se para formar uma associação e buscar melhores condições para o setor, reduzir gastos com logística, etc.

Há ainda um último P que pode ser definido por prazer. Afinal ninguém aguenta fazer algo de que não gosta por muito tempo e na primeira crise, vai pular do barco.

O princípio dos 4 Ps deve ser aplicado sempre, não só na abertura do negócio. Pode ser usado para redimensionar a empresa, aproveitar a sazonalidade, promover inovação ou mirar novos nichos. Cada P até parece simples, mas eles envolvem muitos detalhes que, se analisados cuidadosamente, dão uma visão mais completa do negócio e contribuem para o sucesso.