-

Da vitrine para o saldão

Um dos maiores tormentos do comerciante é ver um produto encalhar. Ele investiu naquele item, colocou na vitrine, mas não teve retorno. O que fazer? Passado o Natal – a melhor época para o comércio – é possível encontrarmos situações assim.

Antes, vamos falar em como se precaver de encalhes. O varejista precisa ter um bom planejamento para evitar que a mercadoria comece a criar raiz na loja. Uma opção é comprar menores quantidades e com mais frequência para que a reposição seja feita na medida do necessário.

Um conceito é primordial para a questão: o ciclo de vida do produto. Quando esse processo é considerado, o lojista corre menos riscos, pois tem condições de programar melhor suas ações. Todo produto passa por fases: lançamento (chegada ao mercado), crescimento (quando as vendas aumentam), maturidade (vendas estabilizadas) e declínio (queda na demanda). As etapas têm duração variável e a fronteira entre elas nem sempre é facilmente perceptível. As fases sofrem influência de mudanças tecnológicas, moda, sazonalidade e comportamento do consumidor.

Se a mercadoria dá sinais de que vai empoeirar na loja, o empresário deve partir para as promoções. É o caso de oferecer vantagens ou ampliar o prazo de pagamento para quem comprar, por exemplo.

Se a promoção não resolver, é hora da liquidação ou do saldão, que basicamente são a mesma coisa, ou seja, venda com desconto. O que muda é a conveniência em se usar um ou outro termo como jogada de marketing. Mas cuidado: a aplicação dessas ações com muita frequência tende a minar a credibilidade da loja, do produto ou da marca. O consumidor passa a desconfiar se a liquidação realmente traz benefício.

O desconto varia, mas é melhor abrir mão do lucro do que ver a mercadoria fazer aniversário. O que não é vendido representa dinheiro parado, menos capital de giro, ou seja, prejuízo.

O importante é conhecer o cliente, estar atento às tendências, novidades e mudanças na preferência do consumidor. Com respostas rápidas é possível contornar os contratempos do dia a dia.