-

Não param nunca

Nada os detém. Até o fracasso é aprendizado para levar ao êxito de novo projeto. Inquietos, criativos e destemidos, eles são os empreendedores seriais que transformam negócios em sucesso. Conexão dedica esta edição a histórias que motivam a trajetória de pessoas que planejam abrir um negócio ou que vislumbram ampliá-lo ou diversificá-lo.

Nossas páginas de entrevista são dedicadas ao maior formador de leitores do Brasil, Mauricio de Sousa, autor que já alcançou o extraordinário número de 1 bilhão de revistas publicadas, com histórias traduzidas para 50 idiomas em mais de 120 países.

Muitos dos empreendedores citados nesta edição gravaram seu nome na história mundial com companhias conhecidas internacionalmente e que atingem milhares de pessoas. Nessa galeria, encontram-se Walt Disney, que criou a maior empresa de entretenimento do planeta; Richard Branson, do Grupo Virgin, com mais de 250 empreendimentos; e Steve Jobs, idealizador da Apple, um ícone no setor de tecnologia da informação.

Alcançar o status de empreendedor serial independe do porte da empresa, mas sim da perseverança do seu líder. Vem de Valinhos, no interior do Estado, um exemplo. Ela já foi empregada doméstica e secretária. Depois de amargar dois negócios fracassados, abriu uma empresa de limpeza. Telma Rodrigues, do Grupo WSC, vai de vento em popa e só pensa em ampliar a organização.

Para saber se você tem esse perfil, nossa consultoria elaborou um teste que lhe fornece uma pontuação, resultando em uma descrição do seu grau de empreendedorismo. Na linha do tempo, mostramos que há muito existem os empreendedores seriais que ajudaram a modificar o dia a dia das pessoas, o ambiente dos negócios e o mercado. Foram muitos desde que, em 1755, foi publicado o livro Ensaio sobre a natureza do comércio em geral, do economista irlandês Richard Cantillon, no qual cunha o termo “empreendedor”.

Mas há também quem paralise diante do fracasso, esmorecendo com a perspectiva de novo desafio. É possível vencer esse temor partindo para nova experiência? Saiba que em outras culturas, incluindo a americana, o fracasso faz parte da cartilha do sucesso. Há até encontros para comemorá-los como marco zero de novo projeto que vingará. A ideia foi trazida para o Brasil e ocorre em Porto Alegre, no evento batizado de FailCon.

Embora a personalidade contribua para a formação de um empreendedor serial, suas qualidades podem ser estimuladas por meio da educação. O Sebrae-SP capacita milhares de professores das redes pública e particular para ministrarem cursos de educação empreendedora, desde a educação infantil até a universidade. Cursos que já formaram mais de 350 mil jovens.

Leia as reportagens e empreenda.

 

Artigo publicado originalmente da revista Conexão Sebrae-SP número 37 – clique aqui